Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Igreja quer partir a Loiça

Abaixo reproduzo o conteúdo de um email da Associação Cívica República e Laicidade, que me é muito cara.
Além do mais, a sua frontalidade é de louvar.
"A aprovação da actual Constituição da República Portuguesa deveria ter posto termo aos regimes de privilégio então (1976) existentes em Portugal -- e, designadamente, ao regime de privilégio de que a Igreja Católica Romana aí tem vindo a auferir desde sempre.
 
Trata-se tão simplesmente de garantir que, no Portugal moderno a que aspiramos, nenhum cidadão possa ser discriminado, positiva ou negativamente, designadamente, por razão de crença ou de não crença religiosa.
 
Contudo, por muitas razões que a História nos há-de exlicar -- ou ir explicando... --, tal não sucedeu e, apesar dos (bons) propósitos dos constitucionalistas de 1976, até aos dias de hoje, a Igreja Católica Apostólica Romana continuou a assumir-se no país como se continuasse investida no seu velhíssimo estatuto de «Religião de Estado».
 
Um dos muitos espaços de intervenção em que esse (abusivo) estatuto de primazia e exclusividade se faz sentir é o da assistência espiritual/religiosa a doentes internados em estabelecimentos da Rede de Saúde Pública e, no momento em que, ao que parece, o Governo da República (Ministério da Saúde) procura definir uma regra equilibrada e equitativa na regulamentação daquela actividade assistencial, os bispos católicos saem a terreiro em aceso protesto de tipo... sindical, já que, como é bom de ver, estão sobretudo em causa relações laborais (vínculos e salários) dos seus capelães.
 
A «coisa» chegou mesmo ao ponto de o Cardeal José Policarpo, em recente intervenção sobre a matéria -- e em aparente «acto falhado» --, ter acabado a lembrar que... "há ainda muita loiça para partir" !!!
 
ver: http://www.laicidade.org/2007/10/03/capelanias-igreja-quer-partir-a-loica-toda/
 
A este propósito, lembra-se aqui que a «funcionalização» das capelanias hospitalares católicas viola a Constituição da República e não está prevista na Concordata com a Santa Sé.
 
ver: http://www.laicidade.org/wp-content/uploads/2007/09/rl-capelanias-hospitalares-legislacao.pdf
 
De momento é completamente impossível prever quem levará a melhor neste confronto de interesses?"
publicado por desa-bafos às 12:23
link do post | comentar | favorito

.Desa-Bafos

.pesquisar

 

.Janeiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Lua cheia

. Cá dentro somos só nós

. Equilíbrio a contragosto

. Desnorte

. Mão

. Desinspiração de um louco

. Paris - Le Marais

. Céu de Paris

. It's raining again

. A Dois

.arquivos

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Fevereiro 2013

. Outubro 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Agosto 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds